cidades em notícias
Governador Valadares - MG
Quarta-Feira, 23 de Julho de 2014
Educação
Sind Ute - MG apresenta esclarecimento quanto ao Parecer da AGU sobre a ADIM da Lei Estadual 18.975/11
A discussão continua no STF para saber se é válido a fomra de remuneração por meio de subsidio quanto ao pagamento dos salários dos professores mineiros

SINDUTE
A declaração do Supremo Tribunal Federal de constitucionalidade da Lei Federal 11.738/08 possibilitou o questionamento da constitucionalidade da Lei Estadual 18.975/10 que instituiu o subsídio como forma de remuneração. Isso porque a Lei acabaria com elementos de carreira como gratificação de pós-graduação, quinquênio, biênio, etc.

A decisão do Supremo Tribunal Federal a respeito do Piso Salarial determinou que fosse considerado Piso apenas o vencimento básico e não toda a remuneração. O nosso pedido foi ajuizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) e à Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) 4.631. Nesta ação há um também um pedido de medida cautelar. O objetivo é sustar os efeitos da Lei Estadual 18.975/10 até o julgamento do mérito da ação.

O ministro relator da ADIN é o Ayres Brito. Como o Sindicato de base estadual não tem competência jurídica para este tipo de ação, o pedido foi feito em nome da nossa Confederação (CNTE).

O andamento processual até o momento
Pelo rito processual de uma ADIN, vários Poderes precisam se manifestar antes do ministro relator. Nesta Ação já se manifestaram o Governo do Estado, a Assembleia Legislativa e a Advocacia Geral da União (AGU). A manifestação da AGU foi divulgada nessa quinta-feira. O próximo a se manifestar é a Procuradoria Geral da União.

Em seguida, o Ministro relator se manifestará a respeito do pedido da medida cautelar, que tem o objetivo de sustar imediatamente os efeitos da lei. A decisão da medida cautelar não será definitiva, mas temporária até o julgamento da Ação. O Supremo Tribunal Federal (STF) não se manifestou sobre a ADIN.

Quem declara a constitucionalidade ou inconstitucionalidade de uma lei estadual, quando questionada, é o Supremo Tribunal Federal, não a Advocacia Geral da União. Ela é mais uma interessada no controle de constitucionalidade e por isso deu o seu parecer, ou seja, o seu ponto de vista sobre o assunto.

O Parecer da Advocacia Geral da União não legitima o comportamento do Estado, visto que não há decisão sobre a constitucionalidade do subsídio em Minas Gerais e a realidade da categoria continua sendo de um vencimento básico de R$369,89.

SindUte-MG





vitrine


Nova Camisa Atlético MG
Seu Nome Personalizado Em 12 Vezes Sem Juros2 Vezes Sem Juros
Na SportWest www.Atletico.SportWest.com.br/OLK


Nova Camisa Atlético MG
Seu Nome Personalizado Em 12 Vezes Sem Juros
Na SportWest www.Atletico.SportWest.com.br/OLK


Nova Camisa Atlético MG
Seu Nome Personalizado Em 12 Vezes Sem Juros
Na SportWest www.Atletico.SportWest.com.br/OLK


Noticiasinline.com © 2010-2012. Todos os direitos reservados - Minas Gerais, Brasil
Não possuo conta Cidadeinline
Ainda não possui conta no Carroinline
Crie já a sua!
Já possuo conta Cidadeinline
Login:
Senha: